Ícone do site Observatório da Evangelização

Observatório da Evangelização lança série de vídeos sobre liturgia

O Observatório da Evangelização, um dos núcleos do Anima PUC Minas, dá início à série “Caminhos Formativos”, com a produção de vídeos em seu canal no YouTube. A temporada de estreia será sobre a mais recente carta apostólica do Papa Francisco, Desiderio Desideravi. A iniciativa é uma parceria com a Oficina de Nazaré.

Esta temporada terá oito vídeos, nos quais o professor Felipe Sergio Koller, doutor em Liturgia e professor da Faculdade São Basílio Magno, de Curitiba, no Paraná, contextualiza e explica este recente documento sobre a formação litúrgica do povo de Deus.

Os novos vídeos serão divulgados todas as terças-feiras, às 18h, com início a partir de hoje. Para receber a notificação e assistir ao conteúdo com exclusividade, clique no link do canal e ative a notificação de lembrete.

Desiderio Desideravi: formação do povo de Deus

A Carta Apostólica Desiderio Desideravi foi publicada pelo Papa Francisco no dia 29 de junho, solenidade de São Pedro e São Paulo. Não se trata de uma nova instrução, ou normatização litúrgica, mas o texto busca recordar o significado profundo da celebração eucarística, a sua beleza e o seu papel no evangelizar, a partir de grandes pensadores e em plena sintonia com o espírito do Concílio Vaticano II. O documento que pode ser conhecido pelo site do Vaticano tem 65 parágrafos nos quais reafirma a importância da comunhão eclesial em torno do rito resultante da reforma liturgia pós-conciliar.

Segundo o coordenador do Observatório da Evangelização, Matheus Cedric, este recente documento ajuda a ampliar a compreensão que se tem da liturgia. “A Desiderio Desideravi reconhece na liturgia não um assunto reservado a sacristãos e coroinhas, mas o caminho por excelência da comunicação do mistério pascal, da formação do povo de Deus. Colocar-se seriamente à escuta de Francisco implica acolher o legado do movimento litúrgico e do Concílio Vaticano II e devolver à evangelização a sua linguagem originária: a linguagem simbólico-ritual da liturgia, com a sua poesia e a sua concretude”, afirmou.

Caminhos formativos

Cedric destaca que uma das missões do Observatório da Evangelização é explicitar e dar a conhecer o magistério e as orientações eclesiais pastorais do papa Francisco, da Conferência Episcopal Latino-Americana e caribenha (CELAM), da Conferência Episcopal dos Bispos do Brasil (CNBB) e da Arquidiocese de Belo Horizonte.

“Achamos, por isso, que seria interessante usar a linguagem do audiovisual para atingir esse objetivo. Este é um formato dinâmico, ao qual as pessoas estão amplamente familiarizadas e que pode favorecer a formação do povo de Deus. Além disso, na dinâmica do dia-a-dia, nem sempre as pessoas conseguem ler por completo todos os documentos que a Igreja publica e com essa iniciativa o magistério torna-se mais acessível.”

A série Caminhos Formativos pretende ser uma ação permanente do Observatório e a continuidade já está sendo planejada. “O segundo documento que abordaremos, possivelmente já no início do ano que vem, será o das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja do Brasil 2019-2023. Estas diretrizes, a princípio, seriam reformuladas no ano que vem, mas devido ao processo sinodal que a Igreja vem atravessando, a CNBB decidiu prorrogá-las até o final de 2025. Por isso, achamos por bem retoma-las e propor este aprofundamento, também à luz das escutas sinodais que tem sido feitas em vários âmbitos eclesiais”, comentou o coordenador.

Fonte: Via Humanitatis

Sair da versão mobile