E a Palavra se fez Carne

5 de setembro, 23º domingo do Tempo Comum | Dia da Amazônia

Hoje é dia 05 de setembro, 23º domingo do tempo comum. Dia da Amazônia.

Supliquemos ao Senhor Jesus Cristo, o Verbo de Deus Pai, que hoje abra nossos ouvidos para escutar sua Palavra e torne a nossa língua adestrada para proclamar seu Evangelho. Que possamos proclamar as maravilhas do Senhor em nossas vidas e na natureza tão bela que é louvor e serviço de sua Criação.

Escuta o Evangelho segundo Marcos capítulo 7, versículos 31 a 37:

Naquele tempo: Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia e continuou até o mar da Galiléia, atravessando a região da Decápole. Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão. Jesus afastou-se com o homem, para fora da multidão; em seguida colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e com a saliva tocou a língua dele. Olhando para o céu, suspirou e disse: ‘Efatá!’, que quer dizer: ‘Abre-te!’ Imediatamente seus ouvidos se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade. Jesus recomendou com insistência que não contassem a ninguém. Mas, quanto mais ele recomendava, mais eles divulgavam. Muito impressionados, diziam: ‘Ele tem feito bem todas as coisas: Aos surdos faz ouvir e aos mudos falar’.

Jesus é capaz de romper nossa surdez e mudez, incapacidades físicas e espirituais para servi-lo e servir aos irmãos. Hoje, somos curados de nossa surdez espiritual, abre-se para nós o ouvido da fé, e nossa língua se torna instrumento de proclamação da Palavra de Deus. Seja um instrumento de Deus, proclame sua presença neste mundo. Converse com o Senhor, pedindo a Ele que o faça profeta ou profetisa da Boa Nova.

Estamos surdos à Palavra de Deus e ao apelo de nossos irmãos? Somos capazes de anunciar coisas boas na vida das pessoas?

Jesus tem feito bem todas as coisas: nos leva a pensar no bem que podemos fazer para nossos irmãos e irmãs. Assim diz também Gandhi:

“Se eu pudesse deixar algum presente para você,
deixaria os sentimentos de amar a vida dos seres humanos”
(Mahatma Gandhi).

Bendiga e louve ao Senhor, por tudo aquilo que é obra de suas mãos. Peça a graça de comprometer-se com a ecologia integral e ajudar na preservação da natureza e da Amazônia, pulmão do mundo.

Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, pelos séculos dos séculos. Amém.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: